Marcelo Brou, o Pitoco de O Clone, grava curta-metragem em alto mar

Quem assiste à reprise de O Clone, no Vale a Pena Ver de Novo, percebe a vida saudável na academia e na praia que Pitoco (Marcelo Brou) leva, especialmente ao tentar doutrinar Nazira (Eliane Giardini) em uma vida atlética. Vinte anos depois, Brou se aproxima do mar, agora, de um jeito diferente: o ator estreia um curta-metragem ‘Vem de Volta’, gravado em alto mar.

O trabalho foi todo filmado num veleiro oceânico de 40 pés, com embarcação de 12 metros de comprimento. “Meu personagem vive no mar e vem pouco à terra. Durante o curta o personagem reflete sobre amores e afetos e a importância da natureza no mar”, contou o Marcelo Brou.

A expectativa é que o lançamento ocorra no Festival do Rio e percorra outros eventos ligados ao cinema, em Cannes, Veneza e Miami. O roteiro do curta é de Rodrigo Fonseca, produção de Fernanda Kalume, fotografia de Rafael Rolim e direção de Cavi Borges.

O CLONE DE VOLTA

Sobre a reprise de O Clone, Brou revelou como é rever a participação de Pitoco duas décadas depois: “O Clone é uma novela impressionante. Ou seja, tem 20 anos, e segue sendo uma novela muito atual… E você vê de novo, de novo, e não envelhece”, contou o ator, que atou no núcleo de Nazira e Laurinda (Totia Meirelles).

Recentemente, Marcelo Brou esteve no ar na reprise de Fina Estampa (2011), primeira trama reprisada durante a pandemia na Globo, em 2020. Na históra de Aguinaldo Silva, ele deu vida a Pezão, atuante no núcleo praiano ligado à Pereirão (Lília Cabral). Na emissora, ele ainda atuou como Stallone, de América (2006), de Glória Perez.

TELEGRAM: RECEBA O CONTEÚDO DO AC EM TEMPO REAL!

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem [capa]: Divulgação

Advertisement