Justiça condena Globo por “propaganda enganosa” sobre pacote de jogos de futebol

A Globo sofreu uma dura derrota na justiça por conta de uma propaganda envolvendo os jogos do Brasileirão 2019. A sentença obriga a emissora a pagar quase R$ 10 milhões (R$ 9,9 mi).

A informação foi revelada em primeira mão pelo portal Notícias da TV, através dos jornalistas Gabriel Vaquer e Li Lacerda.

Segundo a publicação, o caso está sendo tratado pela 3º Turma do Tribunal de Justiça de São Paulo e já se encontra em segunda instância. A bolada milionária foi deferida por conta de uma multa referente ao Procon.

O órgão de defesa do consumidor alega que o Premiere enganou seus assinantes ao informar que transmitiria todos os jogos do Campeonato Brasileiro de 2019.

Entretanto, todos os duelos envolvendo o Atlhetico-PR não foram mostrados na plataforma. O mesmo aconteceu com os primeiros jogos do Palmeiras, no início do campeonato. O time paulista só fechou contrato com o Grupo Globo a partir da sexta rodada da competição.

GLOBO NÃO CONVENCE A JUSTIÇA

No processo, ao qual o Notícias da TV teve acesso, a Globo alegou que o Procon usou documentos de 2018 para aplicar a multa no ano seguinte. A emissora também informou à Justiça que os assinantes não tiveram prejuízo financeiro, já que o cancelamento do pacote de jogos poderia ocorrer a qualquer momento.

Ainda segundo a publicação, os argumentos não convenceram o desembargador Oswaldo Luiz Palu, que concordou com a acusação do Procon. No entender da autoridade, a Globo não deixou claro a seu público que a oferta de jogos estava reduzida e que a emissora admitiu que não exibiu todos os jogos do Palmeiras. Ainda cabe recurso e o caso pode sofrer uma reviravolta.

A Globo não comenta assuntos internos e judiciais.

TELEGRAM: RECEBA O CONTEÚDO DO AC EM TEMPO REAL!

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem [capa]: Reprodução TV

Advertisement