Emissora descobre que funcionária tem casa em área de proteção ambiental, alvo de operação

Um “climão” tomou conta de uma redação de jornalismo de uma grande emissora no Rio de Janeiro. Durante a apuração de uma pauta sobre alguns imóveis irregulares na zona oeste da cidade, descobriu-se que uma funcionária é moradora de uma das casas do local.

O detalhe é que a profissional envolvida dá expediente, inclusive, dentro da própria redação. Um impasse foi criado e a decisão no momento foi ignorar o assunto em seus jornais.

A profissional com o problemão em mãos é muito experiente em coberturas jornalísticas de casos bem parecidos, na região da zona oeste do Rio, dominada por milicianos.

Vale lembrar que desde o desabamento de prédios da Muzema, também na zona oeste, em abril de 2019, o assunto virou uma das principais pautas dos principais telejornais. Áreas de proteção ambiental também têm sido foco do noticiário.

Pelo bem, pelo mal, ao menos, a profissional segue empregada e com a moradia, até que a Justiça dê o veredito final sobre o caso.

Que situação, não é mesmo?!

TELEGRAM: RECEBA O CONTEÚDO DO AC EM TEMPO REAL!

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem [capa]: Freepik

Advertisement