Gustavo morre por ciúmes e machismo, em Páginas da Vida

Gustavo (Antonio Calloni) terá que aprender a deixar de ser machista e preconceituoso em outra vida. O marido de Márcia (Helena Ranaldi) morrerá, após uma tórrida cena de ciúmes.

Ao ver a esposa cumprimentando educadamente um ex-namorado, Gustavo, que já está alcoolizado, começará, mais uma vez, a destilar o seu veneno enquanto dirige.

“Deveria ter ficado em casa, cuidando do marido e dos filhos. Você deveria pilotar um belo fogão, enfrentar um bom tanque de roupas”, dispara.

Ao ver que o marido está embriagado e raivoso, Márcia tenta sair do carro. Gustavo não deixa e, distraído, avança um cruzamento perigoso. Um outro carro acerta em cheio no veículo onde Márcia e Gustavo estão.

A colisão acontece na porta do motorista, bem no local onde Gustavo está. Ele morre na hora. Márcia fica viúva com dois filhos e terá que reconstruir sua vida longe de um companheiro tóxico.

Advertisement