Samira fica mocinha e esconde da família para não usar o véu, em O Clone

Samira (Sthefany Brito) já havia avisado para Khadija (Carla Dias) que torce para não ficar menstruada, pois não deseja usar o véu. A religião da família obriga que ao ficar “mocinha” é obrigatório o uso do artefato, para guardar sua imagem ao marido e não ter a fama de espetaculosa.

Próximo de entrar na adolescência, a natureza acaba jogando contra Samira. Ela fica menstruada e entra em desespero. Vivendo no Brasil, seu sonho é andar como uma mulher do ocidente: livre, sem véu, estudando e trabalhando.

Latiffa (Letícia Sabatella) tem pânico de que a filha tenha o destino parecido com o de Jade (Giovanna Antonelli), sua prima. A mulher de Said (Dalton Vigh) vivia às turras com Tio Ali (Stênio Garcia), pois não tinha sido criada dentro dos costumes do Marrocos.

Visando dar um drible na família, Samira esconderá de todos que o sangue desceu. Só que em breve, Amin (Thiago Oliveira) descobrirá a farsa e vai chantagear a irmã. Latiffa também ficará sabendo de tudo e viverá entre a cruz e a espada, pois fica aflita pelos sonhos da filha e a ira de Mohammed (Antonio Calloni).

Resumo de O Clone: semana entre 13 e 17 de dezembro

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem: Reprodução Internet

Advertisement