Reviravolta? Rio ainda pode ter queima de fogos no Réveillon da Praia de Copacabana

Três dias após o prefeito Eduardo Paes decretar que não haverá queima de fogos na Praia de Copabacana, uma reviravolta pode ocorrer no caso. Paes seguiu a decisão da maioria das grandes cidades, que vêm cancelando os festejos de fim de ano por conta do avanço da variante ômicron.

Até aqui, as primeiras impressões confirmam a alta transmissibilidade da variante oriunda da África. Entretanto, a expectativa é que a ômicron não consiga se estabelecer com força em locais onde a vacinação vem ocorrendo satisfatoriamente. A Organização Mundial de Saúde (OMS) pede cautela e orienta que as pessoas não entrem em pânico.

REUNIÃO PODE GARANTIR FESTA

Eduardo Paes terá uma nova reunião com Cláudio Castro, governador do RJ, sobre a possibilidade da manutenção da festa de Réveillon. Os dois vão sentar e verificar a viabilidade de seguir com os fogos em Copacabana e os palcos previstos em outros bairros. Um primeiro encontro ocorreu ontem (6), mas ainda não houve uma decisão final.

“Estive agora à noite com o governador Claudio Castro. Pedi que levasse a seu comitê científico a possibilidade de realizarmos ao menos os fogos em Copacabana e em alguns pontos centrais da cidade. Daniel Soranz [secretário municipal de saúde] irá conduzir as negociações acerca do que é possível ser feito.”, afirmou Paes no Twitter. Um próximo encontro deve ocorrer nesta quarta-feira (8).

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem [capa]: Reprodução / RioTur

Advertisement