Antenor humilha trabalho de Lúcia: “Alberguezinho improvisado”, em Paraíso

Antenor (Tony Ramos) ficará “Tiririca da Silva” ao descobrir que foi Ana Luísa (Renée de Vielmond) quem ajudou Lúcia (Glória Pires) a promover seu último jantar de negócios.

Conservador e machista, o empresário quer que Lúcia, além de ser sua companheira e mãe de seu filho, seja uma “mulher modelo”, destas que fazem sala para compromissos da alta sociedade.

Só que Lúcia deixa claro que esta não é sua praia: “Olha, se você quer continuar recebendo como na época de Ana Luísa, é muito simples: contrata gente especializada, pronto. Eu não vou ficar perdendo meu tempo paparicando gente chata. E, olha: se você quer que eu continue sendo sua mulher, você tem que respeitar minhas escolhas. Você tem que respeitar o meu trabalho…”, começa.

ANTENOR DETONA TRABALHO DE LÚCIA

Irritado ao extremo, Antenor interrompe Lúcia e humilha seu trabalho: “Você chama de trabalho aquele ‘alberguezinho improvisado’ naquela casa velha, com encanamento podre?”, diz o dono do Grupo Cavalcanti.

“Exatamente. Aquilo ali é o meu trabalho, aonde o senhor foi várias vezes atrás de mim, quando cismou que eu era a mulher ideal para a ser a mãe de seus filhos. E você fique sabendo, pro seu governo, aquela casa velha, com o encanamento estourado, tem muito mais valor pra mim que essa porcaria desse apartamento, cheio de luxo, que não tem nada haver comigo, nem com que eu penso e nem com que eu sinto”, impõe-se Lúcia, informando que irá para o albergue trabalhar e mais tarde eles poderão seguir a conversa.

VEJA TAMBÉM:

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem [capa]: Reprodução TV

Advertisement