Camila Queiroz cogita processar a Globo por assédio moral e difamação

O caso envolvendo a demissão de Camila Queiroz da Globo pode ir parar nos tribunais. Há chance de que a atriz, de 28 anos, entre com uma ação por danos morais contra a emissora.

Segundo informações da colunista Marcelle Carvalho, do UOL, Camila está seriamente inclinada a levar o caso à justiça. A nota informa que a atriz começou a arquivar conversas em áudio e ‘prints’ com a diretoria da emissora nos últimos tempos. A visão da atriz é que ela estava sendo perseguida e maltratada, o que havia atingido seu psicológico.

CAMILA ALFINETA A GLOBO

O curioso é que minutos após a Globo emitir o comunicado de dispensa na última quarta-feira (17), Camila Queiroz foi ao TikTok postar um vídeo enigmático ao lado da irmã com uma música onde dizia ter “áudios e vídeos que fariam estragos”. Isso tudo momentos após a emissora classificar sua demissão por condições inaceitáveis.

Ao dispensar a protagonista de Verdades Secretas, a Globo informou: “A atriz  Camila Queiroz  não faz mais parte do elenco de Verdades Secretas 2, novela em exibição no Globoplay. Impactado pelos rigorosos protocolos adotados durante a pandemia, o período de gravação da obra, previsto para terminar no último dia 10, teve que ser ampliado por sete dias. Para assinar a extensão de contrato necessária à gravação das cenas finais da novela, Camila Queiroz quis determinar o desfecho da personagem Angel e exigiu um compromisso formal de que faria parte de uma eventual terceira temporada da obra, além de outras demandas contratuais inaceitáveis”, disse.

Camila Queiroz tem como empresário Ricardo Garcia, sócio da 13h Productions, em sociedade com Klebber Toledo, seu marido. Camila é a única estrela no portfólio artístico da empresa.

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem [capa]: Instagram

Advertisement