Após demissão polêmica, Evaristo Costa vai à justiça e processa a CNN Brasil

Evaristo Costa não engoliu a seco a demissão da CNN Brasil. O jornalista, que manifestou todo o seu descontentamento com a forma como foi desligado, vai à justiça reclamar dos seus direitos.

A informação foi publicada em primeira mão pelo colunista Ricardo Feltrin, do UOL. A ação corre na vara cível e há um pedido de indenização. Segundo a nota, Evaristo reclama do desrespeito profissional e pede indenização por danos morais e materiais na casa dos R$ 300 mil.

Em setembro, Evaristo Costa disse que soube que perderia seu programa assistindo a programação da CNN Brasil. Ele contou que a confirmação da rescisão contratual ocorreu por telefone.

“Desde do dia 1º de setembro descobri que não faço mais parte da CNN. Sim, eu trabalhava na CNN, mas ao voltar das férias, assistindo a nova chamada de programação da emissora notei a falta do meu programa. Liguei pra saber o motivo e fui informado que ele havia sido retirado da grade e que a empresa não tinha mais interesse nos meus serviços. É do jogo!!! ‘Seja feita vossa vontade’. Quando me recuperar do ocorrido dou mais detalhes. Livre na pista”, abriu o jogo.

DEMISSÃO DE EVARISTO É DEMITIDO

Em 2019, antes mesmo da CNN Brasil entrar no ar, Evaristo Costa foi o primeiro contratado da emissora ao lado e William Waack. Ele estava na CNN há 2 anos e 3 meses, e desde março de 2019 comandava CNN Séries Originais.

A chegada de Evaristo ocorreu na gestão Douglas Tavolaro, responsável por lançar a CNN Brasil e deixou a emissora em março de 2021. Desde então, Renata Afonso comanda o jornalismo da emissora.

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem [capa]: Divulgação

Advertisement