Cereto fala sobre a saída da Globo: “Sei quem plantou essas notícias mentirosas”

O jornalista Carlos Cereto usou o seu canal no Youtube na última segunda-feira (11) para se posicionar a respeito de uma notícia divulgada pelo site UOL, após notícia publicada sobre sua saída da Globo e do SporTV.

Na ocasião, o portal contou que o RH da emissora recebeu queixa de uma funcionária por supostos assédios cometidos por Cereto, que tinha cargo de chefia na emissora. A profissional processou a emissora sobre o caso, mas não moveu ação contra o jornalista.

Carlos Cereto classifica a reportagem como “mentirosa” e “fake news”. O jornalista informou que conseguiu na justiça o direito de resposta contra o UOL, em decisão proferida pelo juiz Eduardo Tobias de Aguiar, da 2ª Vara Cível do Fórum de São Paulo.

“Eu não sou réu em nenhum processo. Nunca fui réu em nenhum processo. Eu nunca fui julgado por nada, a não ser pelo linchamento virtual da internet… Eu não sou acusado de nada e não fui condenado a absolutamente nada. Não existe ou não existem acusações contra mim dentro da TV Globo. Não existe ou não existiram acusações contra mim no ‘compliance’ da TV Globo“, iniciou.

Cereto confirmou que a ação trabalhista mencionada pelo UOL existe, mas que é direcionada à emissora e não a ele:

“O que existe é uma ação trabalhista contra a TV Globo de uma ex-funcionária. E, nesta ação trabalhista, meu nome é citado, porque eu fui chefe de redação da TV Globo. O meu nome é citado por assédio moral. Diga-se de passagem, isso ainda não está em trânsito julgado. Mas o processo não é contra mim. Esse processo é de 2017, 2018. A ex-funcionária foi demitida por mim quando eu era chefe, em 2014. Obviamente, ela tem motivo para não gostar de mim, porque ela foi demitida de mim. Como chefe que eu fui de redação, outras pessoas têm motivos para não gostar de mim. Porque foram demitidos, ou afastados ou afastadas de determinados cargos. Tudo baseado na meritocracia”, acrescentou.

“Eu saí da TV Globo porque eu quis. Eu pedi demissão da TV Globo … Porque eu não estava mais feliz na emissora, onde fiquei por 20 anos. A emissora mudou, eu também mudei e eu resolvi sair. Os incomodados que se mudem”, disse, acrescentando que sempre foi tratado com respeito pela diretoria da emissora e recebeu um bônus financeiro pelo tempo de serviço prestado.

O jornalista diz que sabe a origem e de onde partiu essas informações: “Eu sei quem plantou essas notícias mentirosas. Eu sei quem são os meus inimigos. Na hora certa, eu vou dizer os nomes. A eles, a justiça de Deus e dos homens vai dar conta”, revelou sem dar nomes aos envolvidos.

Carlos Cereto também contou que recebeu a sinalização da Globo de que “as portas estão abertas”, caso deseje retornar. O anúncio da demissão ocorreu em 1 de julho.

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem [capa]: Reprodução Internet

Advertisement