Compositor da Mangueira morre, horas após a escolha do samba

Leandro Almeida, um dos compositores do samba-enredo da Estação Primeira de Mangueira, morreu na madrugada desta quarta-feira (29), vítima de um câncer de pulmão. A doença foi descoberta recentemente, em julho.

Dioni Leandro Gomes de Almeida, seu nome de batismo, era nascido e criado em Porto Alegre (RS) e assinou o samba da escola para 2022, ao lado de Moacyr LuzPedro Terra Bruno Souza. O falecimento ocorreu horas depois a Mangueira escolher o samba do próximo ano, definido na terça-feira (28), em gravação na Cidade do Samba. As escolhas serão mostradas no Desafio do Samba, novo programa da Globo.

“A Estação Primeira de Mangueira vem comunicar o falecimento do compositor Dioni Leandro Gomes de Almeida , ocorrido na madrugada de hoje, 29 de setembro, Leandro Almeida em parceria com Moacyr Luz, Pedro Terra e Bruno Souza é compositor do samba que a Mangueira levará para a Sapucaí no Carnaval 2022. Desejamos muita luz para que ele siga sua caminhada e aos familiares, parceiros e amigos desejamos muita força, fé e a certeza de que ele permanecerá sempre presente em seus corações”, informou a Mangueira, em comunicado.

Confira o samba-enredo da Mangueira em 2022, “Angenor, José e Laurindo“. A escola fará honrarias a três dos maiores nomes da história da escola: Cartola, Jamelão e Mestre Delegado.

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagens: Reprodução Internet

Advertisement