Urgente: Alexandre Garcia é demitido da CNN Brasil após nova ‘fake news’

Alexandre Garcia não resistiu após uma nova ‘fake news’ durante um comentário no quadro Liberdade de Opinião, na CNN Brasil, nesta sexta-feira (24).

O jornalista foi demitido horas depois de defender o tratamento precoce contra a covid-19 e citar que existem fases para que os medicamentos sejam usados. Garcia não apresentou dados técnicos e científicos sobre o caso.

O comentário foi feito durante a pauta sobre a Prevent Senior, empresa que é alvo de investigação da CPI da Covid-19, do Ministério Público e da Polícia Civil.

“Os tais remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas, sendo aplicados imediatamente, mesmo antes do resultado do teste. É na fase 1, na fase 2, às vezes, evitam hospitalizações. Na fase 1 sempre evitam hospitalizações, sempre evitam sofrimento. Na fase 3 são ineficazes, depois que a pessoa já está hospitalizada ou intubada (…) Essa questão de eficácia comprovada a gente só vai saber daqui uns três anos. Agora tudo é experimental”, sentenciou Garcia.

CNN RESPONDE GARCIA

A jornalista Elisa Veeck, titular do CNN Novo Dia, precisou corrigir as informações repassadas por Alexandre Garcia. A comunidade científica mundial não reconhece medicamentos que sejam eficazes no tratamento precoce contra a covid-19. Não há pesquisas e registros que validem as afirmações de Garcia.

“Reitero sempre para vocês que nos acompanham que as opiniões emitidas pelos comentaristas do quadro não refletem necessariamente a posição da CNN. E mais um acréscimo aqui neste fim do quadro de hoje, a CNN ressalta que não existe um tratamento precoce comprovado cientificamente para prevenir a covid-19. O que a ciência mostra é que a prevenção, com o uso de máscaras e a vacinação, são as únicas maneiras de combater a pandemia”, informou Elisa.

Esta não é a primeira vez que Alexandre Garcia é desmentindo pela CNN Brasil. No mês passado, o jornalista trouxe outra ‘fake news’ ao quadro ao dizer que pessoas jovens não precisam se imunizar contra a covid-19, segundo as estatísticas. Entretanto, o jornalista não apresentou uma pesquisa científica sobre o caso.

Alexandre Garcia disse que jovens não precisam tomar a segunda dose da vacina [da Covid-19], segundo as estatísticas. Para esclarecer esse tema, nós da CNN Brasil procuramos o infectologista e também diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações, Renato Kfouri. Segundo o médico, com a medida que se previne mortes em adultos e idosos, os casos de hospitalização com formas graves serão entre os não vacinados”, disse Elisa, em 19 de agosto, ao retificar a falsa informação.

Confira a nota emitida pela CNN Brasil, agora há pouco:

A CNN Brasil comunica que rescindiu o contrato com o jornalista Alexandre Garcia nesta sexta-feira (24).

A decisão foi tomada após o comentarista reiterar a defesa do tratamento precoce contra a covid-19 com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada.

O quadro “Liberdade de Opinião” continuará na programação da emissora, dentro do jornal “Novo Dia”.

A CNN Brasil reforça seu compromisso com os fatos e a pluralidade de opiniões, pilares da democracia e do bom jornalismo”.

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem: Reprodução TV

Advertisement