Evaristo Costa detona a CNN Brasil: “Espero que nunca mais se dirijam a mim”

A polêmica saída de Evaristo Costa da CNN Brasil, no início do mês, deixou mágoa de ambas as partes. O jornalista foi o primeiro a anunciar sua rescisão de contrato, após, segundo ele, ter descoberto pela programação da emissora que havia perdido o seu programa. Evaristo contou que a dispensa ocorreu por telefone.

Na tarde de ontem (13), alguns bastidores da dispensa vieram à tona. O colunista Maurício Stycer, do UOL, trouxe em seu blog a quantas andava a relação entre Evaristo Costa e a CNN Brasil.

A nota conta que houve uma indignação por parte de Renata Afonso, CEO do canal, durante uma reunião com o departamento comercial. O entendimento é que Evaristo teria “desvirtuado” os motivos de sua dispensa da emissora.

Evaristo teria tirado dois meses de férias, antes de ser dispensado. Seu trabalho no canal era, basicamente, gravar passagens do CNN Series Originais, direto de Londres, local onde o jornalista mora. Com o avanço da pandemia, Evaristo Costa deixou de gravar nos estúdios do canal e passou a gravar em outros ambientes.

Internamente, Evaristo argumentou que seu programa havia sido retirado da grade, pois não estava dentro do pacote ‘Soft’, lançado pela CNN. Entretanto, apesar de dizer que havia sido sacado da grade em 1 de setembro, o ‘Series Originais’ foi ao ar no dia seguinte (2).

EVARISTO NÃO CONCORDA COM A CNN

Ainda segundo Stycer, Evaristo Costa teria sido convidado para voltar ao Brasil e que recebeu o convite para ser correspondente internacional. O jornalista não aceitou as propostas e preferiu manter o que havia sido acertado inicialmente, quando foi lançado como uma das primeiras estrelas da casa, em junho de 2019.

Ao UOL, Evaristo disse que se sentiu sabotado na CNN Brasil e classificou as justificativas como ótimas desculpas. A íntegra das declarações pode ser lida aqui.

Aos internautas, Evaristo disse mais: “Poderiam alegar o que quisessem, é direito deles demitir. O que nenhuma empresa pode fazer com funcionários corretos é apunhalar pelas costas e de forma desrespeitosa. Quem faz com um, faz com todos”, contou.

O jornalista diz que se sentiu desrespeitado pela CNN Brasil: “Pela forma desrespeitosa com que me trataram? Não se retrataram. Estão tentando encontrar justificativa pra dizer que desvirtuei minha demissão. E, sinceramente, espero que nunca mais dirijam a mim”, disparou.

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem capa: Instagram

Advertisement