Análise: Marcos Mion impõe seu estilo no Caldeirão, mas formato precisa de ajustes

Toda estreia é difícil. Especialmente, quando se ocupa a vaga de Luciano Huck, um dos poucos comunicadores “raiz” remanescentes na TV e que, nos últimos anos, nadou de braçada nas tardes de sábado na Globo. Entretanto, Marcos Mion fez bonito em seu Caldeirão temporário.

Em um primeiro impacto, Mion foi muito bem recebido pelo público nas redes sociais. A maioria dos comentários no Twitter mostravam um ânimo há muito tempo não visto em uma estreia na TV.

A verdade é que Mion não fez tipo em seu primeiro ato na Globo. No melhor estilo Bozó, personagem imortalizado por Chico Anysio, não tem vergonha de dizer que sempre idealizou ter um crachá da emissora e que está, sim, realizando o que chama de sonho. Incansavelmente faz isso nas redes sociais e, claro, este conteúdo não ficou de fora do primeiro programa.

Marcos Mion não desfez o personagem e seguiu a mesma “persona” dos tempos de Record. Elevou o tom da voz por diversas vez, riu bastante, jogou-se no chão, fez dancinha, zoou o plantão quando necessário e deu um tom jovial às tardes de sábado. Aliás, esse fator chamou muito a atenção do público, cansado da “mesmice” na TV.

ERROS DE DIREÇÃO

Mas nem tudo são flores. O programa teve erros consideráveis, a maior parte deles de direção, que devem ser reajustados em breve. A euforia da estreia é normal, mas ainda estamos em tempos de pandemia.

Além de um plateia montada no Rio de Janeiro, onde vive um pico de casos da variante Delta, houve uma aglomeração desnecessária no Tem ou Não Tem, com direito ao tradicional “montinho”, febre nas escolas no início dos anos 2000. Nas mãos de Huck, o quadro respeitava todos os distanciamentos sociais.

O Isso a Globo Mostra pode render mais que nove minutos, como foi mostrado no fim do Caldeirão. Inclusive, deveria ser dividido entre o Tem Ou Não Tem e o Sobe o Som. Jogo demais cansa, e Mion pode mais que apresentar ‘games’.

Mesmo que Mion não siga no Caldeirão em 2022, o que será bem improvável se ele conseguir manter a euforia em alta do público, a emissora não pode abrir mão do Isso a Globo Mostra. Divertido, leve e bem humorado, fechou o programa em alto astral. Tudo no melhor estilo ‘Mionzeira‘ de ser, sem vergonha de manter a sua identidade na maior TV do país.

Confira a ‘live’ em nosso canal no Youtube comentando com o público a estreia do Caldeirão com Mion:

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagens:  Reprodução TV

Advertisement