Justiça manda SBT indenizar casal dispensado do Fábrica de Casamentos

O SBT foi condenado a pagar R$ 74 mil a um casal selecionado para participar do reality Fábrica de Casamentos, apresentado por Chris Flores e Carlos Bertoalazzi .

A informação foi revelada em primeira mão pelo jornalista Rogério Gentile, do UOL. O caso aconteceu em 2016, e o nome dos noivos não foi revelado.

O cancelamento ocorreu no momento em que produção do reality já se encontrava na fase de preparação para o evento. O casal já havia enviado 100 convites e recebido presentes.

A dinâmica da atração impõe agilidade, deixando todos os detalhes da festa nas mãos da equipe do SBT. Os apresentadores providenciam tudo: do figurino ao buffet. Os detalhes são acompanhados por Chris e Bertoalazzi.

Segundo a ação, o casamento seria gravado em 14 de dezembro de 2016. O pai do noivo deixou a Espanha na companhia de sua esposa, onde residiam na ocasião, embarcando para o Brasil para comparecer ao evento. As passagens foram arcadas pelo pai.

CASAL FICOU SEM CONTATO

Embora no ar a produção do casamento seja montada em 7 dias, a ação conta que a produtora cancelou o casamento alegando problemas com o cronograma. O casal alegou à justiça que deixou de ser atendido por telefone pela equipe de produção.

Tentando amenizar todo o constrangimento, os noivos chegaram a procurar o buffet que havia iniciado os trabalhos para seguir com a festa, arcando com os custos. Entretanto, após receber o orçamento, tiveram que desistir. A partir daí, os dois tiveram que cancelar tudo o que havia sido marcado com os convidados e iniciar a devolução dos presentes.

Outro caso que chama a atenção é que os noivos já tinham uma filha de oito anos (idade da ocasião) e tiveram que explicar à menor que todo o sonho havia caído por água abaixo. A ação alega que a noiva passou a ter crises de ansiedade após todo o episódio.

O casamento no civil entre os noivos ocorreu em 2018. Entretanto, a tão sonhada festa não foi realizada.

A nota do UOL conta que o SBT tentou se defender na justiça alegando que se tratava de uma “doação”, que teve que ser abortada por “inúmeros motivos” e que a ação não passa de um “capricho” do casal.

Entretanto, a justiça não aceitou as argumentações do SBT, condenando a emissora e a produtora Formata, responsável pelo reality, em R$ 74 mil, divididos em R$ 49 mil para a realização de uma festa e R$ 25 mil como danos morais. As partes ainda podem recorrer.

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagens: Reprodução Twitter / SBT

Advertisement