Audiência sobre coautoria de ‘O Sétimo Guardião’ termina em barraco no Rio

O clima foi tenso no Tribunal de Justiça no Rio de Janeiro na última quarta-feira (25). Aguinaldo Silva veio ao Brasil, especialmente, para tratar do processo envolvendo a coautoria da novela O Sétimo Guardião.

A trama foi exibida em 2018 e é considerada pela crítica como um dos maiores fracassos da Globo na faixa das nove. Se as histórias dos capítulos não rendiam, o mesmo não se pode dizer dos bastidores.

A separação de José Loreto e Débora Nascimento, supostas histórias envolvendo Marina Ruy Barbosa e um processo de coautoria de Silvio Cerceau, ex-aluno de Aguinaldo no curso Masterclass, mexeram com o noticiário especializado em TV.

Silvio procurou a justiça para reivindicar a coautoria da trama global. Em 2018, as partes não entraram em acordo, durante a audiência de conciliação. Com o andamento do processo, o clima esquentou de vez no encontro de Silvio Cerceau e Aguinaldo Silva.

Segundo informações da colunista Fábia Oliveira, de O Dia, os ânimos ficaram aflorados em meio à audiência na 6ª Vara Empresarial do Tribunal da Justiça no Rio.

Silvio não gostou do que ouviu do advogado de Aguinaldo Silva. O ex-aluno do autor teria chamado o profissional de defesa de mentiroso. Em contrapartida, Aguinaldo teria acusado Silvio de ter levado o assunto à mídia.

Xiiiiii… A justiça ainda não bateu o martelo e as partes aguardam a sentença.

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagens: Divulgação / Arquivo

Advertisement