Coluna: No Limite chega ao fim em baixa e promessa de temporada em 2022

A Globo encerra nesta terça-feira (20) a quinta temporada de No Limite, que voltou à TV após 12 anos sem ser produzido. O formato foi uma aposta pessoal de Boninho, após haver um entendimento no mercado televisivo que os ‘realities shows’ são produtos viáveis durante a pandemia.

Além do brasileiro consumir com intensidade os shows de realidade, os formatos viabilizam o confinamento, o que é super necessário em tempos de covid-19. Acrescente-se a isso que realities custam bem menos para os cofres das emissoras TV.

Sai muito mais em conta produzir uma temporada de reality do que, por exemplo, produzir uma dúzia de capítulos de uma novela de grife.

Só que o No Limite virou uma pedra no sapato da Globo. Além da baixa audiência, o programa não gera mais a mesma repercussão como em 2000, quando lançado.

Duas décadas depois, há um entendimento geral que passar fome, ficar sem escovar os dentes, ou ter que usar um fio de cabelo como fio dental não são considerados atrativos de entretenimento. Melhor assim.

A repercussão e o barulho nas redes sociais de No Limite são bem desanimadores. É só perceber a dificuldade em gerar conteúdo humorístico no quadro Sem Limite, comandado por Rafael Infante.

O detalhe é que a Globo vendeu uma cota comercial para um grande banco digital para que seus clientes concorram a uma vaga de No Limite, em 2022. Um verdadeiro abacaxi para Boninho e cia descascarem.

EM TEMPO

Seis participantes disputam o prêmio de R$ 500 mil: André, Elana, Paula, Jéssica, Viegas e Zulu. O vencedor será conhecido através de uma seletiva de prova, gravada no Ceará, e dois finalistas vão passar pela escolha do público.

Ao vivo, André Marques terá a oportunidade de tirar a impressão de desanimado durante as gravações.

SIKÊRA E O HAMBÚRGUER

As críticas de Sikêra Jr. contra o comercial do Burger King não surtiram o efeito que o comunicador tanto imaginava. Ao contrário, o feitiço tomou sentido reverso.

Segundo estudo feito pela Emplifi, plataforma unificada líder global em Customer Experience, o a marca de ‘fast food’ foi líder de engajamento no Instagram, principal plataforma de rede social. Ainda ficou bem na fita no Facebook (3º) e no Twitter (4º).

Em contrapartida, Sikêra perdeu diversos anunciantes em seu programa na TV e em seus vídeos no Youtube. Estima-se que 40 empresas pediram para não associarem mais suas imagens ao comunicador.

FINAIS DA NBA

A Band exibe, ao vivo, o sexto jogo da final da NBA entre Phoenix Suns e Milwaukee Bucks. A bola sobe às 22h, com narração de Ivan Bruno, comentários de Danilo Castro e reportagem de Eduardo Barão.

O Milwaukee está a uma vitória do campeonato. Caso dê Phoenix, um novo jogo acontece na sexta-feira (23), no mesmo horário.

POWER COUPLE

Reta final do Power Couple Brasil: nesta terça-feira (20), penúltima DR e formação da última DR; quarta-feira (21), DR e abertura da votação da grande final.

Na quinta-feira (22), todos os 13 casais se reencontram para uma atividade surpresa. A final acontece na sexta-feira (23).

COBERTOR CURTO

A Record “fugiu” de fazer a final do Power Couple em paralelo à final do “Mestre do Sabor”. Entretanto, vai encarar a primeira noite de jogos das Olimpíadas de Tóquio. Alguém entendeu?

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem: Instagram

Advertisement