Filho de Gugu acredita que irmãs estão sendo manipuladas

Desde que Gugu Liberato (1959-2019) faleceu, em novembro de 2019, a família do apresentador entrou em um racha sem fim. Agora, a briga está envolvendo João Augusto, filho de Gugu, com as irmãs mais novas, as gêmeas Sophia e Marina.

As irmãs, de 17 anos, contrataram Nelson Williams, advogado de Rose Miriam, mãe dos filhos de Gugu, para dar entrada em um processo de emancipação. Williams também cuida do caso em que Rose pede que seja formalizada a união estável com o comunicador

Em nota enviada ao jornal O Globo, através da coluna de Lauro Jardim, João Augusto acredita que as irmãs estão sendo vítimas de manipulação.

“Só posso imaginar que a atitude de envolver as minhas irmãs indevidamente e orientar para que mintam, seja fruto do desespero, já que a verdade está colocada no processo judicial e elas no fundo, sabem disso”, disse o rapaz, de 20 anos.

JOÃO ESTÁ DO LADO DE IRMÃ DE GUGU

Na briga familiar, João está do lado de Aparecida Liberato, irmã de Gugu e nomeada inventariante e tutora dos sobrinhos que sejam menores de idade. Com a emancipação, todos os filhos do apresentador passam a ser considerados independentes.

“Fico triste e indignado em ver as mentiras e a nova manipulação que vêm sofrendo as minhas irmãs”, acrescentou João.

Rose Miriam briga na justiça pelo reconhecimento de união estável com Gugu. Ela não foi arrolada no testamento, onde foram beneficiados João, Sophia e Marina (com 75% do espólio a ser dividido) e os sobrinhos do comunicador (25% a ser dividido).

Caso seja reconhecida judicialmente como esposa, Rose Miriam poderá reivindicar 50% do testamento feito por Gugu em vida, no ano de 2012.

Confira a nota de João Augusto Liberato enviado à coluna de Lauro Jardim:

“Eu, como filho primogênito do meu querido pai Gugu Liberato, repudio fortemente as notícias que circulam sobre a duvidosa emancipação das minhas irmãs e confirmo sem dúvida alguma, a minha confiança nos advogados da família, o Dr. Carlos Regina a frente do Inventário do meu pai e que, contava com sua total e absoluta confiança por muitos anos e Dr. Dilermando Cigagna Jr que defende a nossa família dessa aventura fantasiosa e dos desacertos causados infelizmente pela minha mãe e sua família.

Confirmo também a confiança total em minha tia Aparecida Liberato, nomeada em vida pelo meu pai como a responsável para cumprir o testamento e cuidar e proteger minhas irmãs Sofia e Marina, ambas menores de idade. Assim era a vontade de meu pai e acredito que todos deveriam respeitá-la, porque se amanhã herdarmos algo, será fruto exclusivo de seu trabalho.

Só posso imaginar que a atitude de envolver as minhas irmãs indevidamente e orientar para que mintam, seja fruto do desespero, já que a verdade está colocada no processo judicial e elas no fundo, sabem disso“.

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem: Reprodução Internet

Advertisement