Jovem Pan próxima de assumir espaço da Loading. Governo monta “rede” para 2022

Após a crise que assolou a Loading, que está há sete meses no ar e mandou mais de 60 profissionais embora, duas emissoras vinham tentando assumir a frequência do canal. CNN Brasil e Jovem Pan têm interesse em migrar para a TV aberta. A emissora de rádio, ao que tudo indica, levou a melhor.

Segundo informações do portal Notícias da TV, através dos jornalistas Gabriel Vaquer e Gabriel Perline, a JP fechou acordo para adquirir o espaço. A emissora vem trabalhando para lançar um canal de notícias de TV no segundo semestre deste ano.

A publicação conta que gestores da CNN Brasil visitaram as dependências do prédio da Loading, no Sumaré, na capital paulista, um dia antes do “passaralho” ocorrido na Loading. Apesar da visita, as negociações com a CNN não evoluíram.

RELEMBRE: Loading encerra transmissão ao vivo e põe fim à grade inédita

GOVERNO MONTA REDE

Em baixa, o Governo Federal vem montando uma rede para tentar melhorar sua imagem pública. A conduta de Jair Bolsonaro durante a pandemia vem sendo criticada por populares e por famosos, através das rede sociais. Além disso, as manifestações se intensificaram nos últimos dias e Bolsonaro vem em baixa nas pesquisas, atrás de Lula.

Ciente de que conta com poucos veículos que o apoiam, caso da Jovem Pan, membros do governo vêm trabalhando para ampliar o espaço da emissora, colaborando para colocá-la em canal aberto. A Loading conta com uma ampla carteira de frequências em diversas capitais do Brasil.

A ideia é tentar aproximar a CNN Brasil neste bolo, em favor de Bolsonaro. Segundo contou o NTV, o governo cogitou a possibilidade de fatiar a faixa 32 de São Paulo em 32.1 e 32.2, para abrigar JP e CNN Brasil juntas. O caso não foi à frente.

Além da Jovem Pan, o Governo Bolsonaro conta com o apoio da RedeTV!, que vive o seu pior momento de audiência desde a estreia, em 1999. A Record TV recuou o apoio a Bolsonaro, após membros da Igreja Universal do Reino de Deus serem expulsos de Angola. A emissora fez reportagens criticando abertamente a falta de apoio do Itamaraty.

Somado a este cenário, em maio, o Ministério das Comunicações criou uma portaria onde obriga que aparelhos celulares no Brasil venham com o sinal FM liberado.

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem: Reprodução TV

Advertisement