Entenda como funciona o ECMO, procedimento usado em Paulo Gustavo

Paulo Gustavo luta em favor da vida, após contrair a covid-19. O humorista, de 42 anos, está internado há 22 dias no Hospital Copa Star e, após agravamento do quadro na última sexta-feira (2), precisou fazer uso do procedimento ECMO.

O tratamento terapêutico tem como base gerar uma oxigenação por membrana extracorporal. Em resumo, o paciente passa a respirar graças a uma máquina externa a seu corpo.

Com o avanço da covid-19, os pulmões ficam comprometidos e, em muitos casos, os órgãos se tornam incapazes de filtrar o oxigênio. Sem este processo, a ausência de oxigenação passa a deixar o sangue com maior acidez e prejudica outra parte do organismo, caso dos rins, que filtram o sangue.

Aparelho ECMO – Imagem: HCOR / Reprodução

O uso do ECMO age como um pulmão artificial e ajuda que organismo retome sua função vitalícia. Durante todo o procedimento, os pacientes que fazem uso da máquina e ficam sedados.

A ECMO começou a ser utilizada em 2009, durante a epidemia da gripe H1N1. O aparelho pode ser usado para qualquer tipo de pessoa e não há um prazo máximo de utilização.

Entretanto, há contraindicações para o uso da aparelhagem ECMO: pacientes com falência múltiplas de órgãos; doenças pulmonares ou cardiovasculares irreversíveis; pacientes que passaram por muito tempo utilizando a ventilação mecânica e que possuem danos pulmonares não podem passar por esse tratamento terapêutico.

Em texto feito nas redes sociais, Thales Bretas, marido de Paulo, mostrou-se otimista com Paulo Gustavo e pediu que o público fiquem alerta contra as ‘fake news’.

VEJA TAMBÉM:

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA!

Imagem: Instagram

Advertisement