Grupo O Dia publica edição histórica em luto pelos 300 mil mortos na pandemia

Os jornais pertencentes ao Grupo O Dia de Comunicação publicaram capas nesta quinta-feira (25) que chocam e nos remetem à reflexão, após o Brasil superar a triste marca de 300 mil mortos, vítimas da pandemia do novo coronavírus. A estatística foi confirmada nesta quarta-feira (24): 301.087 pessoas morreram no país de covid-19.

Em solidariedade a milhares de brasileiros enlutados, os jornais O Dia e seus cadernos internos, além do Meia Hora, foram impressos nas cores preta e branca, em luto pelas histórias e sonhos que tiveram que ser interrompidos por conta do avanço da doença.

Nuno Vasconcellos, colunista de O Dia, assinou um editorial onde classifica a pandemia do novo coronavírus como “o maior drama da história do Brasil”.

“Este é, sem dúvida, o momento mais dramático da História do Brasil! Para se ter uma ideia do que essas 300 mil mortes representam, basta lembrar que a Guerra do Paraguai, maior conflito armado da nossa história, fez 50 mil vítimas do lado brasileiro… Esses números são mencionados aqui apenas para ilustrar a dimensão da tragédia. É triste citar estatísticas quando se sabe que cada unidade dessa conta se refere a um pai, uma mãe, um filho, uma filha, um parente ou um amigo que teve a vida interrompida de forma dolorosa. E que, ao morrer, deixou pessoas queridas que, muitas vezes, nem tiveram a oportunidade de expressar sua dor em um velório”, diz parte do texto.

A GLOBO ESTÁ À VENDA? EMISSORA RESPONDE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA!

Advertisement