Repórter da CNN Brasil diz que sofreu racismo no Clube Pinheiros

O repórter Jairo Nascimento revelou que foi alvo de racismo durante uma gravação para a CNN Brasil no Clube Pinheiros, um dos mais tradicionais na capital paulista.

Segundo contou o jornalista, quando a equipe da CNN chegou ao local da pauta, diretores do clube fizeram questionamentos sobre quem seria o repórter da pauta.

A pauta a ser trabalhada no local tinha como objetivo mostrar como os atletas olímpicos estão se preparando durante a pandemia. Os trabalhos foram cancelados, após a abordagem.

A nossa equipe já estava identificada aqui no Esporte Clube Pinheiros e iria iniciar a gravação, aí fomos recebidos com uma pergunta: ‘quem é o repórter?’. O repórter sou eu, que sou negro, foi aí que a reportagem virou um caso de discriminação“, disse Jairo.

A reportagem da CNN Brasil, que pode ser vista no fim da nota, informou que o caso ocorreu Ana Paula Adamy, que questionou quem seria o jornalista encarregado e duvidou da resposta quando ouviu que seria Jairo.

A emissora recordou outros episódios de racismo ocorrido dentro do clube. Em nota enviada à CNN, o Pinheiros informou “que está atento de identificar ações e atitudes de discriminação”.

“A equipe de diretores de clube, especialmente os times de governança e comunicação, trabalham todos os dias para garantir que no Pinheiros, todas as pessoas tenham o mesmo tratamento, o mesmo cuidado, e as mesmas oportunidades. Por isso, apuramos todas as denúncias que recebemos e corrigimos na hora, qualquer desvio de conduta, disse Ivan Castaldi Filho, presidente do Pinheiros.

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA!

Imagem: Reprodução TV

Advertisement