Show de Belo na Maré saiu por R$ 65 mil

Belo deixou a Cadeia Pública de Benfica, na zona norte do Rio, no fim da manhã desta quinta-feira (18), após o desembargador Milton Fernandes Souza conceder habeas corpus no início da madrugada de hoje, no plantão da Justiça do Rio.

O cantor foi preso nesta quarta-feira (17) pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Polícia Civil do Rio de Janeiro. A prisão aconteceu em Angra dos Reis, na costa verde fluminense, dentro de uma produtora. Equipamentos e veículos foram apreendidos no local.

Jefferson Gomes, advogado de Belo, confirmou que a contratação do cantor para o evento saiu por R$ 65 mil, no bruto. As prestações de contas do trabalho ainda não foram realizadas.

“Por contrato, ele faz jus a 50% do valor líquido. Mas, para isso, ainda é necessário fazer toda uma prestação de contas”, informou o advogado ao jornal O Dia.

Belo esclareceu à polícia que seus shows são feitos através da Belo Music Empreendimentos Artísticos e que a empresa fica responsável em fazer os trâmites do evento. Dois sócios seriam os responsáveis de buscar informações da logística envolvida nos eventos em que o pagodeiro se apresenta.

Questionado se conhecia o chefe do tráfico de drogas do Parque União, Belo disse que não e que o local é considerado “área de risco”. O cantor informou ainda que foi contratado pela empresa ‘Série Gold’ e que não costuma tomar conhecimento antecipadamente sobre os locais do show.

VEJA TAMBÉM!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA!

Imagem: Divulgação

Advertisement