Anderson do Molejo nega estupro em rapaz de 21 anos em motel na Taquara

Uma notícia pegou a todos de surpresa na tarde de ontem (3). Maycon Douglas Pinto de Nascimento Adão, o MC Maylon, registrou um boletim de ocorrência na 33ª Delegacia de Polícia do Rio, em Sulacap, na zona oeste da cidade, contra o cantor Anderson Leonardo, do Grupo Molejo. Maylon alega ter sido estuprado por Anderson.

A informação foi publicada em primeira mão e com exclusividade pelo site TV Prime, através do jornalista Alessandro Lo-Bianco.

No registro policial, obtido com pelo portal, Maylon dá detalhes da suposta cena de estupro que viveu no Hotel Queen, situado na Taquara, na zona oeste do Rio, no dia 11 de dezembro de 2020.

SANGUE E VIRGINDADE

Segundo o relato de Maylon, ele alega que Anderson o convidou para um almoço de negócios e que acabou indo parar em um motel.

Chegando lá, segundo relatou o rapaz, o pagodeiro teria sido violento e forçado uma relação sexual. Maylon alega que informou a Anderson que era virgem e que foi ofendido pelo cantor.

Maylon também revelou que possuía uma relação empresarial com Anderson Leonardo, e que tem uma cueca com manchas de sangue e vestígios de esperma deixados pelo acusado.

A suposta vítima precisou passar por exames para saber se contraiu alguma DST (Doença Sexualmente Transmissível).

Anderson Leonardo foi às redes sociais negar que tenha tido qualquer relação íntima com Maylon. Além do mais, atacou o trabalho da imprensa, mesmo o caso estando registrado oficialmente através de um boletim de ocorrência, feito em uma delegacia de polícia.

Confira o comunicado. Anderson limitou os comentários no post de sua defesa, no Instagram.

O Cantor [Anderson Leonardo] foi surpreendido, assim como todos, com o que foi veiculado na imprensa na data de hoje, não tendo qualquer conhecimento acerca do publicado em redes sociais ou mesmo em sede policial, vez que não foi intimado para prestar quaisquer informações, pelo que, não teve nem mesmo ciência do que consta do registro de ocorrência.

Esclarece ainda que lamenta profundamente as declarações envolvendo seu nome, refutando qualquer ato de violência contra quem quer que seja, negando categoricamente à acusação completamente falsa de agressão sexual feita em seu desfavor.

Ressalta, outrossim, que em mais de 30 anos de vida pública, jamais tivera seu nome ligado a qualquer ato criminoso ou que viesse a desabonar ou macular a sua imagem e carreira, seja de sua vida profissional ou pessoal.

Informa também que conhece a suposta vítima, mas jamais praticou os atos veiculados na imprensa, inclusive, tem conhecimento que a suposta vítima já esteve presente em diversas apresentações artísticas do Cantor, em ocasiões posteriores à falaciosa alegação, o que demonstra, claramente, que a narrativa publicada nunca ocorreu.

Assim, o cantor esclarece, por meio de sua assessoria, que os fatos publicados não são verdadeiros, repudiando veementemente os profissionais que praticam o jornalismo inverídico, sensacionalista e desarrazoado.

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA!

Imagem: Reprodução Internet

Advertisement