Eraldo Leite vence eleições na ACERJ

Eraldo Leite se reelegeu pela quarta vez como presidente da Associação de Cronistas Esportivos do Estado do Rio de Janeiro (ACERJ). Eraldo, que representava a chapa Sérgio Noronha, conquistou 152 votos contra 49 de Cris Dissat, da chapa Maria Lenk.

A votação aconteceu dividida em dois dias. Ontem (14), votaram jornalistas e radialistas do interior do estado. Nesta sexta-feira (15), os associados da capital e da região metropolitana puderam votar na sede da ACERJ, no Centro do Rio, e através de urnas itinerantes, que passaram por órgãos de imprensa no Rio.

A vitória de Eraldo foi comemorada na página oficial do Facebook da ACERJ, após o anúncio da reeleição:

“Os números comprovam. A aprovação do trabalho realizado no último triênio pelo presidente Eraldo Leite e sua diretoria resultou em significativa vitória nas urnas nas eleições promovidas pela Acerj, nesta sexta-feira (15), na capital e no interior. O radialista foi reeleito para comandar a entidade nos próximos três anos. Foram 152 votos a favor da chapa Sérgio Noronha (verde) contra 49 depositados na chapa Maria Lenk (lilás)”, disse parte do texto publicado no Facebook.

POLÊMICAS

As eleições da ACERJ foram marcadas por polêmicas. Em dezembro, um post com um link sobre a campanha da chapa de Eraldo foi publicado no Twitter oficial da ACERJ.

A ação foi criticada por membros da oposição, que acreditavam que as contas oficiais da entidade deveriam ficar alheias às candidaturas. Horas depois, o conteúdo foi apagado e a ACERJ fez um pedido formal de desculpas. Entretanto, a entidade não identificou publicamente quem fez a postagem.

Dias depois, em 6 de janeiro, um comunicado expedido pela ACERJ impugnou a candidatura da chapa Maria Lenk, de Cris Dissat. O texto informava que o radialista Garcia Júnior não reconhecia a assinatura dos membros que formavam a chapa opositora.

Na última segunda-feira (11), a ACERJ voltou atrás e aceitou o registro da chapa Maria Lenk. Entretanto, o órgão manteve seu posicionamento, feito cinco dias antes sobre a assinatura não reconhecida de Garcia Júnior.

O Audiência Carioca procurou Cris Dissat, responsável pela chapa, para pedir um posicionamento sobre o caso. A jornalista prefiriu não se posicionar. Questionada sobre o caso na Rádio Tupi, Cris disse que o assunto séria tratado internamente na ACERJ.

O mandato de Eraldo Leite vai até abril de 2024.

Imagem: Reprodução Internet

VEJA MAIS:

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA!

Imagem: Instagram

Advertisement