ACERJ impugna chapa de oposição a poucos dias da eleições

A Associação Cronistas Esportivos Rio Janeiro (ACERJ) expediu um comunicado oficial na tarde desta quarta-feira (6) onde decidiu impugnar a chapa “Transformação Maria Lenk”, encabeçada pela jornalista Cris Dissat.

No texto, o órgão cita os motivos pelos quais decidiu pela não aprovação da candidatura de oposição à atual diretoria.

Dentre eles, a ACERJ faz uma grave acusação: um anexo da chapa Maria Lenk mostra a assinatura do radialista Garcia Júnior, que negou a participação com o grupo político.

O nome “Garcia Júnior” é usado artisticamente pelo profissional, que tem como nome oficial “Jacob Isaac Mizrahi”.

Os anexos inseridos no comunicado da ACERJ mostram assinaturas distintas entre o que foi enviado pela chapa e pelo radialista, como pode ser visto na reprodução do comunicado feito pela associação.

“Eu Jacob Isaac Mizrahi, associado da ACERJ nº 639, não reconheço chapa alguma para a próxima eleição da nossa entidade e não assinei documento nenhum”, escreveu.

No anexo enviado para formalizar a candidatura da chapa “Transformação Maria Lenk”, Garcia Duarte é citado e, em nenhum momento, é mencionado o seu nome oficial de batismo.

A ACERJ considerou o fato como “extrema gravidade que um associado, à revelia, tenha seu nome inscrito para concorrer com o emprego de um documento com uma assinatura que não é sua”, disse parte do comunicado.

Com o nome de Garcia fora do registro, a chapa, então, não preenche o número necessário de associados que necessita para seguir no pleito.

A chapa “Transformação Maria Lenk” tem até as 19h da próxima sexta-feira, 8 de janeiro, para recorrer da decisão tomada pelo órgão.

Se confirmada a saída da chapa da jornalista Cris Dissat, a eleição da ACERJ terá apenas a chapa Verde Sergio Noronha, de Eraldo Leite, atual presidente. O pleito está marcado para os dias 14 e 15 de janeiro.

Em 18 de dezembro, a conta oficial da ACERJ no Twitter publicou um link  sobre chapa de Eraldo Leite. Horas depois, o conteúdo foi apagado e houve um pedido formal de desculpas pelo órgão através da rede social.

Procurada, a jornalista Criss Dissat informou que irá se comunicar mais à frente. Ela confirmou que pretende, sim, entrar com um recurso contra a decisão da ACERJ.

Na noite de hoje (6), a chapa Maria Lenk emitiu um comunicado sobre o caso:

VEJA MAIS:

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA!

Imagem: Reprodução TV

Imagens: Reprodução Internet