Casa de Elba Ramalho recebe festa de 500 pessoas. Cantora diz que estava na igreja

A casa de Elba Ramalho em Trancoso, distrito de Porto Seguro (BA), foi palco de uma confraternização de fim de ano envolvendo 500 pessoas em meio à pandemia do novo coronavírus.

Na noite desta terça-feira (29), policiais foram até o local e interromperam a megafesta. Segundo Elba, a propriedade estava alugada para turistas e que esta é uma prática que ela costuma fazer todo o fim de ano.

Entretanto, a cantora afirmou que havia autorizado o evento para “somente” 200 pessoas e que se encontrava em uma missa durante a festa.

“A casa foi alugada do dia 25 de dezembro ao dia 4 de janeiro, como todos os anos eu faço. Esse é um período em que eu alugo outra casa ou fico numa pousada porque eu venho mesmo para descansar. A casa está nas mãos de outras pessoas, que vão responder. A responsabilidade é delas, não é minha”, disse Elba à Revista Quem.

ELBA SE DEFENDE

Elba ainda revelou que não está hospedada no imóvel e sim no resort Club Med, situado em Trancoso, e que só soube que os hóspedes estavam infringindo normas contra a covid-19 durante a missa.

“Estava na missa. Estava na igreja às 19h, fazendo a leitura de Salmos quando comecei a receber mensagem sem entender o que estava acontecendo. Fui incisiva com eles, dizendo que não poderiam infringir a regra determinada pelo juiz de Porto Seguro, que seria festa somente para 200 pessoas. Eles sabiam disso”, criticou.

“Estou tranquila no meu canto. Fui na inauguração de uma loja de um grande amigo e tomei um vinho. Sou filha de Deus, sou humana. Todo mundo testado. Temos um amigo que é dono de um laboratório e ofereceu teste de covid-19 pra todo mundo. Dançamos um pouquinho de forró, nada demais”, acrescentou Elba, que foi a outra comemoração.

VEJA MAIS:

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA!

Imagens: Instagram / Reprodução Internet