Globo não enviará narradores para as Olimpíadas de Tóquio

A Globo decidiu que não enviará narradores para as Olimpíadas de Tóquio, que inicialmente ocorreria em julho de 2020 e, por conta da pandemia, foi adiada para julho de 2021.

Mesmo com a possibilidade da vacinação contra a covid-19 ir avançando pelo mundo todo, a emissora fez uma reunião na semana passada e decidiu que seria melhor evitar ao máximo expor a equipe de jornalismo. As informações são do UOL Esporte.

Portanto, narradores, apresentadores e comentaristas não vão à capital japonesa. Apenas pessoas ligadas ao jornalismo embarcam para a cobertura esportiva. A equipe foi reduzida em maios de 300%. Antes, iriam 100 profissionais. Agora, apenas 30.

BAIXAS INICIARAM EM FEVEREIRO

Quando elaborou a lista inicial para a cobertura de Tóquio-2020, antes mesmo da pandemia, um narrador já estava garantido que não viajaria. Cléber Machado ficaria na Globo São Paulo e só embarcariam Galvão Bueno e Luís Roberto, pela TV aberta.

Apesar da cobertura ‘in loco’ (estúdios), os narradores pertencentes ao grupo de risco, caso de Galvão, aguardam a vacina e a diminuição de números de casos da covid-19 no país. Luís Roberto completa 60 anos em 29 de maio do ano que vem.

Mesmo com experiência em Tóquio, Márcio Gomes também não estava na lista do jornalismo. Sem chances na emissora, Márcio aceitou a proposta da CNN Brasil.

A nova lista de profissionais do jornalismo que viajam para o Japão será definida até fevereiro. As decisões vão atingir a Globo e o SporTV, que exibem os jogos.

VEJA MAIS:

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA!

Imagem: Divulgação

Advertisement