William Bonner e Renata Vasconcellos são convocados a depor no caso Queiroz

A Polícia Civil do Rio de Janeiro intimou os jornalistas William Bonner e Renata Vasconcellos para prestarem depoimento no caso Queiroz.

As autoridades querem que os apresentadores do Jornal Nacional esclareçam sobre uma suposta desobediência a uma decisão judicial em relação à cobertura do caso que envolve o esquema de “rachadinhas” e Flávio Bolsonaro, durante seu mandato como deputado estadual no RJ.

A Globo foi proibida de publicar informações tidas como sigilosas da investigação, ainda que tenha interesse e finalidade pública.

DIA E HORA NA DELEGACIA

Sentindo-se prejudicada com a cobertura global, a defesa de Flávio entrou com notícia-crime na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, que decidiu abrir um inquérito.

As intimações sob a alegação de “desobediência a decisão judicial sobre perda ou suspensão de direito”.

Bonner e Renata foram convocados a comparecer na Cidade da Polícia, no Jacaré, na próxima quarta-feira, 9 de dezembro. O primeiro a ser ouvido será Bonner, às 14h. Na sequência, Renata fala às 14h30.

Caso não compareçam na Cidade da Polícia, os jornalistas podem ser enquadrados por crime de desobediência, previsto no código penal.

A Globo não comenta assuntos internos e judiciais.

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA!

Imagem: Reprodução Internet

Advertisement