Grupo Record demite Rodrigo Constantino

Não durou muito tempo a passagem de Rodrigo Constantino no Grupo Record. O comentarista de economia foi demitido da emissora nesta quinta-feira (5), após uma curta passagem de dois meses e 10 dias pelo portal R7 e pela Record News.

Rodrigo fez duros comentários em alusão ao caso Mari Ferrer em seu canal no Youtube, insultando, inclusive, mulheres feministas.

Confira a nota na íntegra enviada pela assessoria de imprensa da Record sobre a dispensa de Constantino.

“O Grupo Record vem a público informar que dispensou o jornalista Rodrigo Constantino de suas funções no portal R7 e na Record News.

A decisão foi tomada em virtude das posições que o profissional assumiu publicamente sobre violência contra a mulher, em canais que não têm nenhuma vinculação com nossas plataformas.

O jornalismo dos veículos do Grupo Record tem acompanhado com muita atenção o caso de Mariana Ferrer e o Grupo não poderia, neste momento, deixar qualquer dúvida de que justiça não se faz responsabilizando ou acusando aqueles que foram vítimas de um crime.

Apesar de ter garantias de liberdade editorial e de opinião, julgamos que o posicionamento adotado por Constantino não compactuou com o nosso princípio de não aceitar nenhum tipo de agressão, violência, abuso, discriminação por questões de gênero, raça, religião ou condição econômica.

Este é o compromisso do jornalismo do Grupo Record”.

Além da Record, Rodrigo já havia sido demitido da Rádio Jovem Pan, do jornal Correio do Povo e da Rádio Guaíba

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA!

Imagem: Divulgação