Rachel Scherezade diz que “Velho da Havan” pesou na sua saída do SBT

Pela primeira vez, Rachel Scherezade falou abertamente sobre a sua não renovação de contrato com o SBT. A jornalista cumprirá o vínculo até 31 de outubro, quando deixará a emissora.

Ao portal Metrópoles, através da coluna Leo Dias, Scherezade contou que o clima interno com os colegas era satisfatório e harmonioso. Entretanto, ocorreram alguns aspectos nos bastidores que minaram a continuidade de seu trabalho e que não houve negociações para seguir no SBT.

“Eu não tentei negociar nada. Já caminhava para isso [não renovação], a cerca de um ano. Eu já sentia isso mesmo. Foi algo muito natural. Nós temos um contrato, que precisa ser cumprir por ambas as partes. Da minha parte, estou cumprindo e da parte do SBT, também”, contou.

A jornalista acredita que as declarações de Luciano Hang, dono da Havan, um dos maiores patrocinadores do SBT na atualidade, pesaram bastante contra a sua permanência na casa.

“O que pesou muito foi a declaração do… não sei o nome dele… chamam de ‘velho da Havan’. O dono da Havan, que se autodeclara ‘velho da Havan’… Ele veio a público pedir a minha cabeça. Ele é um dos maiores patrocinadores da emissora. Não só no SBT, ele patrocina, veicula publicidade em outras emissoras de TV. Ali, eu já senti que tinha um peso”, contou.

Com o fim do contrato, Rachel Scherezade encerrará sua passagem no SBT com longos 9 anos e 7 meses, onde apresentou o SBT Brasil. Com opiniões fortes e polêmicas, a jornalista ganhou projeção nacional após fazer duras críticas contra investimento de dinheiro público em festas de rua do Carnaval, em 2011.

Scherezade foi crítica dos governos Dilma, Temer e Bolsonaro e colecionou admiradores e ‘haters’ na redes sociais. Mesmo contratada por conta de seus posicionamentos, em 2014, Silvio Santos proibiu a jornalista de comentar nos jornais da emissora.

Embora não cite as emissoras, Rachel Scheherazade diz que está negociando com algumas emissoras de TV.