Delação diz que Witzel tinha interesse em comprar a Rádio Tupi

Os negócios de Wilson Witzel podem ser maiores do que se pensa. Segundo informações da coluna Radar, da Revista Veja, Edmar Santos, ex-secretário estádio de Saúde, informou em sua delação premiada o governador afastado do Rio de Janeiro tinha vontade em comprar uma rádio popular no estado e citou interesse em adquirir a Rádio Tupi.

Segundo trechos da delação obtidas por Veja, a ideia seria uma “forma de exponenciar o potencial político da organização criminosa para as futuras eleições”. O negócio aconteceria com o apoio de Mário Peixoto, empresário que vem sendo investigado nos escândalos na gestão Witzel.

“Que, além de pedir os R$ 50.000.000,00 restantes, Witzel e Tristão explicam a importância do repasse para o Governo, informando que o valor retornaria para o grupo para a compra da RADIO TUPI, que teria um enorme potencial político para o grupo para as futuras eleições; Que Witzel e Tristão explicaram que a compra se daria por meio de alguma das empresas de MARIO PEIXOTO”, conta parte da delação obtida por Veja.