Mulheres Apaixonadas: Heloísa mostrou mulheres que amam demais e relacionamento abusivo

A partir do próximo dia 24 de agosto, o Viva traz um dos maiores sucessos escritos por Manoel Carlos. Mulheres Apaixonadas volta a ser exibida a partir das 23h.

Com um enredo à frente do seu tempo (2003), a novela trouxe temas sensíveis e que precisam, até hoje, ser debatidos pela sociedade. O relacionamento abusivo, um deles.

Heloísa, vivida por Giulia Gam, é a irmã mais nova de Helena (Christiane Torloni) e Hilda (Maria Padilha) e tem uma compulsão: ama demais o seu marido, Sérgio (Marcello Antony).

A forma como lida com a relação se torna uma ato de psicopatia na vida da personagem. Além de escândalos e ataques de fúria por ciúme, Heloísa faz atitudes que até Deus duvida.

Uma delas é fazer uma laqueadura antes mesmo de ter o seu primeiro filho. Escondida do marido e das irmãs, ela arruma um médico para ligar suas trompas.

O detalhe é que um dos sonhos de Sérgio é ser pai. Entretanto, Heloísa pensa que um filho fará com que ela tenha que dividir o amor do arquiteto. Surreal é como se fala, não é?

Em outra oportunidade, ela começa a inalar o gás de cozinha do fogão por não conseguir suportar os ciúmes do companheiro.

Os ataques de Heloísa são tantos, que ela chega a dar uma facada no amado por conta de ciúmes. Obviamente, além de altos e baixos, a relação não sucumbe.

Sem saber lidar com tanto amor, ela acaba indo às consultas do grupo MADA (Mulheres que Amam Demais Anônimas) e sofre sem saber lidar com o seu jeito intempestivo.

Imagem: Arquivo