Marcos Pigossi critica reprise de Fina Estampa: “É uma loucura passar essa novela na TV”

Marcos Pigossi, o Rafael de Fina Estampa, resolveu rasgar o verbo sobre o conteúdo de Fina Estampa. Uma das novelas mais criticadas por jornalistas especializados em televisão, a reexibição vem incomodando o ator.

Em uma ‘live’ com o amigo João Vicente de Castro, Pigossi soltou o verbo contra a novela de Aguinaldo Silva. “Essa novela tinha que ser proibida de ser reprisada. Era tanta barbaridade. É uma loucura passar essa novela na TV. É interessante ver como 2011 ainda era uma época que as pessoas poderiam se dar ao direito de não ligar para política, mas passar uma novela dessas hoje é uma loucura”, disse.

“Eu tenho vergonha de algumas coisas que são faladas na novela. De como são tratadas… Tenho vergonha da minha atuação, das minhas mechas loiras…”, contou.

Fina Estampa tem uma história à base de “gato e rato” envolvendo Griselda (Lília Cabral) e Tereza Cristina (Christiane Torloni). A novela tem maus tratos de patrões a seus empregados, caso de Tereza com Crô (Marcelo Serrado).

A vilã vive usando termos racistas, como “macaca” e “gorila”, além de homofóbicos, como “mulher de bigodes”. Outros personagens chamam Griselda de “machorra”.

Marcos Pigossi deixou a TV Globo em 2018, após o sucesso de A Força do Querer. Por sinal, essa será a sucessora de Fina Estampa na faixa de reprises da Globo. Pigossi fez Zeca, um dos galãs protagonistas da trama.