Globo pede rescisão dos direitos de transmissão da Libertadores 2020

A Globo está abandonando os direitos de transmissão da Taça Libertadores da América em 2020. Segundo informações do blog do jornalista Rodrigo Matos, no UOL Esporte, a emissora enviou uma carta à Conmebol pedindo o rompimento imediato do contrato atual de exibição do torneio.

A emissora vem tentando nos últimos tempos renegociar direitos de transmissão, após a crise mundial por conta do coronavírus. Além do torneio sul-americano, a Globo move uma ação contra a FIFA no TJ do Rio de Janeiro pedindo o adiamento de cotas envolvendo torneios da entidade.

Ainda segundo informações do UOL, a alta do dólar colaborou para que a emissora tentasse renegociar os valores. Em contrato, a Globo teria que pagar US$ 65 milhões anuais à Conmebol. Quando o vínculo foi assinado, o dólar estava na casa dos R$ 4.

Desde a crise do coronavírus, a moeda americana já esteve próximo dos R$ 6. Nesta quinta-feira (6), fechou em alta, a R$ 5,34 no comercial. Caso a Conmebol reveja os valores, é possível que a emissora volte atrás e tente manter o atual contrato vigente.

Oficialmente, a Globo ainda não se manifestou sobre o caso. A Libertadores está marcada para voltar em 15 de setembro e possui seis clubes brasileiros na disputa. São eles: Flamengo, Santos, São Paulo, Palmeiras, Athletico-PR e Internacional. O Corinthians caiu na fase preliminar da competição.