Bailarina do Faustão é presa por desacato

Natacha Horana, uma das bailarinas com maior destaque do Domingão do Faustão, foi presa na manhã desta segunda-feira (20), por desacato à autoridade. As informações são do jornalista Leo Dias, do Metrópoles.

A bailarina estava hospedada em um apartamento de luxo na cidade de Balneário Camboriú, sul catarinense. A Polícia Militar foi ao local atender uma denúncia de festa com som alto. Fiscais da prefeitura também atuaram no caso.

O estado catarinense tem tido um dos maiores aumentos de mortes por covid-19, superando 125% na última semana.

A assessoria de imprensa de Natacha informou ao portal Metrópoles que ela alugou um apartamento com dois amigos na cidade. “Após receber um chamado, guardas municipais invadiram o apartamento juntamente com fiscais municipais, sem que ninguém da casa permitisse o ingresso dos agentes”.

Apesar de haver dez pessoas no local, a assessoria complementa dizendo que Natacha estava em um dos cômodos, sem participar da aglomeração. Por isso, ela achou que não seria necessário abrir a porta do quarto.

“Por não estar participando, [Natacha] acreditou que não seria necessário abrir a porta do cômodo em que já estava acomodada. Exaltados e sem paciência para explicação, rapidamente os agentes da Guarda Municipal de Balneário Camboriú, então, arrombaram a porta”, contou.

O advogado que defende Natacha, Carlos Felipe Guimarães, avaliou como incorreta a ação das autoridades policiais: “Inadmissível a postura dos agentes, pois, não havia situação de flagrante delito que justificasse a invasão do apartamento, bem como detiveram Natacha a força sob fundamentos ilegais, além de os guardas usurparem a função da Polícia Militar, estabelecida na Constituição Federal”, disse.

Imagem: Reprodução TV