Em live, Luís Roberto revela ser contra a volta do Carioca: “Forçação de barra”

A volta do Campeonato Carioca vem causando uma enorme polêmica em meio à pandemia do novo coronavírus. O narrador Luís Roberto, voz da TV Globo nas transmissões no estadual do Rio, mostrou-se contra a volta da competição.

Em uma live com Raíssa de Oliveira, rainha de bateria da Beija-Flor e torcedora do Flamengo, Luís deixou claro que vê o retorno de futebol com grande temeridade e que na Globo o assunto deveria ser tratado com maior cautela.

“Eu acho que é uma forçação de barra em relação à pandemia. Na Europa os caras voltaram a jogar setenta dias depois do pico. Ou seja, quando os casos começaram a cair, as mortes. Depois deste pico o futebol voltou na Europa. Hoje foi registrado o maior número de mortos de novo, o segundo maior número de todas as medições no Brasil. A gente está voltando no caso do Rio 15 dias depois, é muito pouco!”, disse.

Imagem: Reprodução Internet
NARRADOR PEDE PRUDÊNCIA

Luís acredita que era necessário esperar, ao menos, a chegada do mês de julho para a volta do torneio:

“Eu acho que é uma precipitação! O campeonato carioca pode ter no máximo daqui para frente seis datas, faltam duas para terminar a classificação da Taça Rio, depois a gente tem a semifinal e a final da Taça Rio. Se o Flamengo ganhar a Taça Rio e somar dois pontos a mais do que o Fluminense não tem final, acaba o campeonato e o Flamengo já será o campeão. Para o Flamengo não ser campeão e a gente ter mais duas datas, aí seis em vez de quatro, um outro time tem que ganhar a Taça Rio”, ponderou.

O narrador ficou impressionado com o retorno de Bangu x Flamengo, na noite de hoje (18), no Maracanã, ao lado de um dos hospitais de campanha da covid-19.

“No Maracanã tem um hospital de campanha e gente sofrendo, a gente tem uma morte por minuto no Brasil, é muito sério, é terrível”, explica Luís.