“Casando” com o Centrão, Bolsonaro recria Ministério das Comunicações e dá a genro de Silvio Santos

Desde que o processo de impeachment se tornou uma forte possibilidade, Jair Bolsonaro vem, nos bastidores, negociando cargos com o dito Centrão para salvar sua pele e se manter presidente.

A última da vez foi recriar cargos, antes extintos em seu governo. Ao assumir o cargo máximo do executivo em 2019, a promessa eleitoral de Bolsonaro era enxugar cargos e diminuir a máquina pública.

O que ele não contou a seu eleitorado é que estas extinções poderiam servir de moeda de troca futura, o chamado ‘Toma Lá, Dá Cá’, tão criticado por sua família em governos anteriores.

Sendo assim, Bolsonaro resolveu recriar o Ministério das Comunicações e dará o cargo a Fábio Faria (PSD-RN). Faria é um conhecido político brasileiro, especialmente por namorar grandes celebridades. Casos de Adriane Galisteu, Sabrina Sato e, a última, com quem se casou e tem três filhos, Patrícia Abravanel, filha de Silvio Santos.

Com Galisteu, Fábio colocou a apresentadora em uma enorme saia justa ao vazar na mídia uso de dinheiro público pela, então, namorada, em 2009.

A loira, sem saber, recebia passagens aéreas pagas por direito a deputados. Ao saber do caso, Adriane Galisteu, que sempre teve uma vida financeira muito confortável, fez questão de devolver tudo que usufruiu.

Recentemente, o deputado Fábio Faria foi apontado pela imprensa como interlocutor do governo junto a Silvio Santos em reclamação ao tom do SBT Brasil de 22 de maio, sobre as reportagens da reunião ministerial de 22 de abril. Silvio puniu a atração, tirando-a do ar por um sábado. Fábio nega o seu envolvimento no caso.

O anúncio de Fábio como ministro foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro na noite de hoje (10). Outros cargos serão recriados para atender o quente cenário político em Brasília.

Imagem: Facebook