Datena fica indignado com vídeo de Bolsonaro: “Eu não quero mais entrevistar o presidente”

Entusiasta do governo Bolsonaro, José Luiz Datena ficou indignado ao ver, ao vivo, a liberação do conteúdo envolvendo a reunião ministerial de 22 de abril. O vídeo foi disponibilizado pelo ministro do Superior Tribunal Federal, Celso de Mello, após Sérgio Moro acusar Jair Bolsonaro de interferir na Polícia Federal do RJ. A queda do sigilo aconteceu no fim da tarde de hoje (22), com exceção dos trechos em que se comenta sobre a política internacional.

“Então está bem clara a minha posição… De preferência, eu não quero mais entrevistar o senhor presidente da República, depois de uma atitude dessa, eu gostaria que o presidente da República desse entrevista para quem ele quisesse. Com todo o respeito que eu tenho a ele, ao cargo dele, eu me permito nunca mais a fazer uma entrevista com ele”, disse no Brasil Urgente.

Mais à frente, Datena foi surpreendido ouvindo que a Band pediu dinheiro à Caixa Econômica Federal. O titular do Brasil Urgente disse que Pedro Guimarães terá que provar quem da emissora pediu dinheiro ao governo.

https://twitter.com/galoedoido13/status/1263955375000375297