Opinião: A solução do jornalismo nas tardes do SBT pode estar no Rio de Janeiro

Há pelo menos quatro anos, Silvio Santos bate cabeça para resolver o fatídico horário do meio-dia às 15h, no SBT. A Record TV está consolidada na vice-liderança na faixa, e, por muitas vezes, beliscou, até mesmo, a liderança da Globo.

Quando o Se Joga estava no ar, o SBT se valia de beliscar a segunda posição e deixou a Globo, por vezes, na terceira posição do Ibope. Mesmo assim, Silvio tem ciência que este fator é uma exceção.

A última do dono do SBT é reprisar o polêmico Primeiro Impacto por volta do meio-dia, um produto muito criticado pela mídia. Especialmente, pela forma como lida jornalisticamente com suas pautas. A assessoria do SBT confirma que há um estudo sobre essa possibilidade.

Com exceção de Márcia Dantas, que é a representante tida como “jornalismo na veia”, Marcão do Povo e Dudu Camargo protagonizam diversos momentos “vergonha alheia” para a classe e para os próprios colegas de redação. Coisas de quem não tem noção do que fala ou mesmo exagera entre o limite do entretenimento e do jornalismo.

SBT RIO NA RAÇA

Em um mundo onde a TV é cada vez mais jornalismo, é irreal pensar que um produto gravado há quatro horas, ou seja, desatualizado, desperte algum interesse, sobretudo, para brigar com os canhões de audiência Balanço Geral, Jornal Hoje e os jornais locais da Globo. É o tipico “joga lá pra ver o que dar”.

Silvio deveria sair um pouquinho mais do seu quintal e olhar o que lhe cerca fora do estúdios da Anhanguera. Com pouca estrutura e recursos, o SBT Rio vem, há mais de uma década, fazendo um grande trabalho. Na raça, a equipe local atinge bons resultados na praça carioca.

Isabele Benito dá conta do noticiário local e, por vezes, aventura-se com informações de Brasília. Ou seja, já está acostumada a ampliar o leque. O SBT Rio conta com bons profissionais, casos de Liane Borges, Daniel Penna-Firme, Renata Igrejas, Bárbara Storck e cia.

Paulista de nascimento, Isabele ainda tem um vasto conhecimento do estado que mais interessa Silvio Santos. A experiência lhe valia girar com os repórteres da sua base, como ainda de todas as filiais e afiliadas do SBT.

Talvez seja hora de Silvio sair um pouco do quadradinho paulista e enxergar vida inteligente ao seu redor.