Filhas de Gugu acusam tia inventariante de não prestar conta de parte do inventário

As gêmeas Maria Liberato e Sofia Liberato foram à justiça contra Aparecida Liberato, irmã de Gugu, cobrar da tia a prestação de contas de pertences de valor do pai, morto em 2019. O caso foi revelado em primeira mão pela coluna de Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo.

Segundo a jornalista, as menores pedem que Aparecida, intitulada por Gugu como inventariante, esclareça algumas pendências. Dentre tais, elas pedem informações sobre o seguro de vida, previdência privada e títulos com resgate em caso de óbito.

Maria e Sofia ainda querem esclarecimentos quanto ao destino de bens, valores de quadros, relógios e joias que se encontram guardados em imóveis no Brasil. As duas moram em Orlando, na Flórida (EUA), com a mãe, Rose Míriam Di Matteo.

Segundo as adolescentes, “a inventariante também insiste em não prestar contas da sua gestão, tanto dos valores resgatados, como, por igual, dos valores recebidos e auferidos pelos bens do espólio, em flagrante desrespeito a decisões judiciais”, informa a Folha de S. Paulo.

A defesa de Aparecida informou que a advogada que cuida do caso das sobrinhas foi indicada por Rose Míriam Di Matteo e que as menores foram influenciadas pela mãe.

Advertisement