Francisco Barbosa confirma que teve Coronavírus. Comunicador é o terceiro caso entre funcionários da Rádio Tupi

O comunicador Francisco Barbosa usou suas redes sociais para contar a seus seguidores que teve Coronavírus. No vídeo, Barbosa diz que preferiu manter segredo e que já está curado.

“Hoje eu falei no ar, ontem vocês souberam no programa Pedro Augusto, que eu tive Coronavírus. Eu mantinha segredo a respeito disso, como você é exemplo, de cuidado com as pessoas que você ama, com toda a família Tupi. Lá em casa, o Coronavírus entrou pela porta do meu mais novo… Depois pegou a mim e na minha mulher, que teve falta de ar. Teve um tipo de sintoma grave… E eu, por último, tive gripe, tive febre. Você que se lembra de março, antes da quarentena, eu faltei no sábado, eu faltei no sábado dia 10. Porque desde quinta, estava com febre, com dores no corpo intensas, tive que tomar medicação pesada para poder dormir. Fiquei de molho até domingo e voltei com um pouco de gripe na segunda”, disse Barbosa. O vídeo completo pode ser visto abaixo.

O Audiência Carioca procurou Francisco Barbosa, que confirmou que teve o Coronavírus e já se encontra curado. O comunicador informou que confirmou o teste positivo para Covid-19 saiu exame na semana passada, no dia 16 de abril.

Segundo apurou o Audiência Carioca, a confirmação de que Francisco Barbosa teve Coronavírus foi recebida com muita preocupação entre os funcionários, que vêm tocando a programação da rádio.

A pandemia do novo Coronavírus foi decretada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 11 de março, um dia antes citado por Barbosa no vídeo. Na ocasião, segundo dados oficiais da Prefeitura do Rio, a capital carioca já tinha de 21 a 25 casos confirmados de Covid-19.

O dia 10 de março, mencionado por Francisco Barbosa no vídeo, não caiu em um sábado e sim em uma terça-feira. Em contato com o comunicador, ele esclareceu que houve um equívoco nas datas e que sua falta aconteceu no dia 7 de março (sábado), retornando em 9 de março (na segunda-feira).

Neste período, segundo dados oficiais da Prefeitura do Rio, a capital carioca tinha de 9 a 13 casos confirmados de Covid-19.

Ainda no relato, Barbosa informou no vídeo que retornou à rádio dois dias depois, na segunda-feira (9 de março). Na ocasião, não houve cumprimento da quarentena por 14 dias. Questionado se a rádio pediu que ele cumprisse o isolamento, Barbosa esclareceu:

“Para deixar claro que não houve da minha parte e da rádio nenhum tipo de descuido com a saúde de todo mundo, dia 7 de março ainda não tinha sido decretado pandemia. Isso é pré-quarentena. Pré-alerta de que havia esse vírus de uma forma bem acentuada, solta por aí. Daí não se ter feito teste, porque eu faltei um dia apenas e na segunda-feira (9 de março) estava de volta. Não se presumiu isso… Eu fiquei doente antes da decretação pela OMS da pandemia. Daí não haver nenhum tipo de descuido meu e da rádio porque a gente julgou que fosse um resfriado e uma gripe comum e só ficou constatado um mês depois”, disse.

Questionado se no dia 11 de março, data em que foi decretada a pandemia, a rádio teria pedido que ele cumprisse um isolamento por conta da gripe apresentada até o dia 7 de março, Barbosa respondeu:

“Nem se pensou nisso porque por outras vezes, poucas, mas notáveis, porque uma falta é uma falta e no rádio, todo mundo percebe, eu fiz a mesma coisa. Contraí resfriados e gripes até sexta-feira, até o limite. Sábado pedia pra ficar em casa. Daí nenhuma desconfiança de que estivesse com Coronavírus, que eu tivesse contraído isso. Nem minha nem de ninguém. Nós eramos acompanhados por um infectologista, o Dr. Edimilson Migowski’, revelou.

Em 19 de março, o Audiência Carioca procurou a Tupi para comentar sobre as ações preventivas dentro da campanha de Coronavírus. A emissora não possui assessoria de imprensa e, na época, negou-se a comentar qualquer tipo de caso com o Audiência Carioca.

Além de Francisco Barbosa, Isabele Benito e Cristiano Santos também confirmaram positivo para Covid-19 dentro da rádio.

Advertisement