Sindicato acusa o jornal O Dia de reduzir salários antes da MP do Coronavírus

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro publicou, em seu site, que o Jornal O Dia reduziu o salário de seus funcionários antes mesmo da MP 936, que prevê o auxílio emergencial do governo federal. A informação foi confirmada em apuração do Audiência Carioca.

Segundo informou o órgão, o salário de março foi cortado em 25%. Segundo apuramos, o jornal avisou previamente aos funcionários que o corte aconteceria.

Acontece que o sindicato entende como improcedente o corte antecipado, já que a medida provisória do governo federal é valida a partir dos salários de abril. Os descontos aconteceram sobre o trabalho de março, período onde os funcionários cumpriram integralmente a jornada.

Em nota, o sindicato revela que o Dia informou aos funcionários que os 25% de março ainda não quitados serão devolvidos futuramente. Entretanto, uma data não foi estabelecida.

Também há reclamações recorrentes de atrasos nos repasses de vale-transporte e vale-refeição, ambos descontados em folha de pagamento. Há funcionários que não recebem depósitos no VR desde o Carnaval.

O sindicato informa que as ações consideradas irregulares foram repassadas para o Ministério Público do Trabalho. O jornal não tem aberto diálogo para negociações com o órgão que representa a categoria.

O Jornal O Dia não tem assessoria de imprensa para comentar o caso. O espaço segue em aberto, caso queiram se pronunciar.