Mulher exibe cartaz escrito “Globolixo” dentro do Brasil Urgente, da Band. Direção de programa de Datena manteve a ofensa

Quem assistia a entrevista de Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania, no Brasil Urgente desta sexta-feira (17) percebeu que uma mulher que estava na casa do político decidiu usar o espaço para ofender a TV Globo.

A moça apresentou um papel escrito #GloboLixo e fez com que o Onyx se desconcentrasse da pergunta feita por Datena. Rindo, o ministro disse que uma interferência no áudio impossibilitou de entender a pergunta. Na imagem é possível ver que Onyx dá as costas para o vídeo e se distrai com risadas da ação ofensiva contra a Globo.

No momento da ofensa, Datena não estava olhando para o vídeo. A direção de imagens do jornalístico também não cortou a imagem, mantendo o cartaz que ofendia a concorrente. Outra opção não adotada seria focar em Datena e manter o áudio de Onyx.

Atualmente, muitos jornais têm sido vítimas de ataques a links ao vivo. Nestes casos, as imagens são cortadas imediatamente.

Datena tentou justificar ao público o ato que chamou de protesto: “Olha, eu não sei. Eu não vi. Eu não tava olhando. Parece que teve um protesto ali na casa do ministro. Mas é a casa do ministro e dentro da casa do ministro fazem o que querem fazer e o que podem fazer. É dentro da casa do ministro. Não é a minha casa e nem a sua casa. É claro que eu não aprovo manifestação contra a imprensa de forma alguma, porque eu faço parte da imprensa. Então eu não posso apoiar manifestação contra qualquer órgão de imprensa”, disse.

Datena não explicou porque a direção de imagens do programa decidiu não mudar o foco das imagens que ofendiam a Globo.