Em meio à pandemia, Rede Vida desliga profissionais pelo Brasil. No Rio, dois são dispensados

Em meio à pandemia do novo Coronavírus, a Rede Vida precisou enxugar o seu quadro nas principais praças onde possui equipe de jornalismo.

No Rio, atualmente, nove profissionais desenvolviam os trabalhos na emissora. Dois destes foram desligados. Dentre eles, o repórter Wellington Andrade e mais um cinegrafista.

Pelo Facebook, o jornalista falou sobre a saída da Rede Vida: “E lá vamos para mais uma despedida e recomeços, minha gente! Informo que não faço mais parte do quadro de repórteres da Rede Vida de Televisão no Rio de Janeiro. Deixo aqui o meu agradecimento a todos os colegas que me ajudaram na emissora, bem como aos telespectadores e assessores de imprensa parceiros de pautas. Foi um imenso prazer contribuir com a missão do canal da família e ter contado muitas boas histórias. O momento no mundo com a pandemia está difícil para todos nós, causando mortes de pessoas queridas próximas ou distantes, bem como demissões. Mas é preciso fazer desse limão uma limonada! Que tenhamos fé e esperança para superarmos essa fase. A todos que me acompanham nesta caminhada no Jornalismo, por ora sigo com as lives entrevistas no meu Instagram as segundas, quartas e sextas, às 19h. Meu forte abraço a todos e caso saibam de oportunidades estou disponível. Nós vemos por aqui! Valeu! Segue lá @reporterwellingtonandrade“, relatou.

Também foram desligados profissionais em São Paulo, sede da emissora, e em Brasília. A justificativa dada é que não havia a intenção de realizar cortes, mas com a crise do Coronavírus, os patrocínios diminuíram.