Podcast Semana da Mulher: Luciana Liviero fala sobre a carreira, a relação da imprensa com a política e do seu canal no Youtube

Luciana Liviero ostenta um dos currículos mais pomposos do jornalismo brasileiro. Com passagens pela Rádio Jovem Pan, TV Tribuna (afiliada da Globo em Santos), Band e Record TV, ancorou os importantes telejornais e participou de intensas coberturas que entraram para a história da televisão.

Em nova fase, Luciana agora se dedica ao Youtube, onde tem um canal com seu nome. Livre e solta dos padrões que a TV impõe, a jornalista faz duas ‘lives’ por semana batizada de A Indignada. A ideia é reunir os principais assuntos que atingem o Brasil e o Mundo, ampliando o noticiário e dando sua linha editorial sobre as pautas.

“O feminicídio é uma realidade, ainda, no nosso país. O machismo, também, do cara se sentir superior a mulher. De achar que tem direitos sobre a mulher. E isso é inaceitável. Nós estamos em 2020, acorda! A mulher já provou o seu valor e a sua capacidade para quem quiser ver, em diferentes situações.

Luciana Liviero

PODCAST NO YOUTUBE!

(Está no 3G/4G? Desça até o fim da matéria e ouça em versão reduzida!)

Em conversa ampla com o Audiência Carioca, Luciana Liviero falou sobre a carreira na TV, o espaço da mulher na imprensa, a experiência como correspondente internacional, a relação de jornalistas e as autoridades políticas, o combate as ‘fake news’ e como atua na produção de seu espaço no Youtube.

“… Nós temos observado cada vez mais presente na mídia, a questão do feminicídio. São números chocantes, inaceitáveis. A mídia tem se preocupado com isso e a sociedade, consequentemente, também vem discutir esse assunto e também das desigualdades. Precisamos de igualdade de direitos, igualdade de oportunidades. É isso que que lutam as chamadas feministas. Luta porque ainda há necessidade de lutar. Porque ainda há mulheres ganhando menos do que homens, exercendo a mesma função. Se você perguntar para dez mulheres, pelo menos, sete vão dizer que passam por isso… Isso já aconteceu comigo. Eu estar apresentando jornal ao lado de homens que ganhavam mais do que eu e faziam exatamente a mesma coisa do que eu. Se não faziam menos. Isso é uma realidade ainda no nosso país”

Luciana Liviero

PODCAST

(Recomendado para 3G/4G)

“Sem dúvida alguma. É um desrespeito ao profissional. Uma pessoa na posição da Presidência da República deveria entender que ele deve prestar explicações à sociedade. Mais do que isso, porque ele pode alegar que faz as ‘lives’ lá no Facebook. Sim, ótimo. Que bom! Essas ‘lives’, eu acho que são ótimas. A gente tem uma autoridade falando diretamente com a gente. Muito bacana. Só que ele também tem que saber que, neste caso, ele vai ter que responder ao questionamentos, não só do jornalistas, mas da sociedade. E muitas vezes, o jornalista está ali fazendo o papel da sociedade. É ele quem tem a proximidade e possibilidade de perguntar algumas coisa ao presidente. Porque a D. Maria, que está lá no interior do Paraná, não pode perguntar nada ao presidente”

Luciana Liviero

REDES SOCIAIS LUCIANA LIVIERO
Youtube: Luciana Liviero
Instagram: @luliviero
Twitter: @luliviero
Facebook: Luciana Liviero

Imagem capa: Reprodução Instagram