Vice-presidente da União da Ilha é executado na zona norte do Rio

Marcelo Vinhaes, vice-presidente geral da União da Ilha, foi morto no início da madrugada desta sexta-feira (6) após sair de um bar na Ilha do Governador. Vinhaes estava acompanhado de uma mulher, que também foi baleada. A identidade da acompanhante não foi revelada. Os dois assistiram à vitória do Vasco sobre o ABC, pela Copa do Brasil, no estabelecimento. Ele carregava R$ 14 mil no bolso.

Os bandidos dispararam contra o veículo do casal na rua Paranapuã, esquina com a rua Pio Dutra. Além de atuar na escola, Marcelo Vinhaes era advogado criminalista.

Há vinte anos como sócio da Ilha, o atual vice-presidente era um dos principais pilares da gestão Djalma Falcão.

A mulher que acompanhava Marcelo Vinhaes está internada no Hospital Municipal Evandro Freire, na Ilha. Não há informações sobre seu estado de saúde.

A Delegacia de Homicídios da Barra da Tijuca cuida do caso. Ainda nao há detalhes sobre a motivação do crime.

Nota oficial – União da Ilha

Infelizmente a União da Ilha vem informar que o nosso vice-presidente Marcelo Vinhaes foi assassinado no início da madrugada desta sexta-feira, na esquina da Avenida Paranapuã, com a rua Pio Dutra, na Freguesia.

Estamos perplexos com o episódio que chocou todos os segmentos da escola.

Ao longo do dia voltaremos a nos manifestar.

A União da Ilha do Governador está de luto.