Cléber Machado não irá à Olimpíada de Tóquio e Renata Vasconcellos representará o JN nos jogos

A menos cinco meses do início dos jogos, a Globo já definiu quantos e quais de seus profissionais deixarão o Brasil, para a cobertura das Olimpíadas de Tóquio. Os jogos acontecem de 24 de julho a 8 de agosto.

A grande novidade será que Cléber Machado não viajará para a capital japonesa, ficando, portanto, no Brasil para participar das narrações. Cléber esteve ‘in loco’ nas últimas quatro edições transmitidas pela Globo – exceto Londres, onde apenas a Record TV mostrou em TV aberta.

Ao todo, serão 102 profissionais que viajarão pela emissora. Todos estarão a serviço do Grupo Globo, ou seja, estarão trabalhando para a TV aberta, TV por assinatura e internet.

Dentre os narradores, apenas três estarão em Tóquio: Galvão Bueno, Luís Roberto e Luiz Carlos Júnior. Os dois primeiros estarão direcionados à TV aberta e Luiz Carlos, ao SporTV.

Os comentaristas escalados para Globo e SporTV serão: Claudinei Quirino, Daiane dos Santos, Fabi Alvim, Flavio Canto, Gustavo Borges, Nalbert Bittencourt e Tiago Pereira.

Para o Jornal Nacional, a Globo enviará Renata Vasconcellos como correspondente do telejornal. Assim como na Copa da Rússia, a âncora dividirá com William Bonner a apresentação. Ainda não está confirmada a participação de Galvão Bueno no JN, assim como ocorreu na Rio-2016.

REPÓRTERES E APRESENTADORES CONFIRMADOS

Dentre os apresentadores irão: Alex Escobar, Bárbara Coelho, Felipe Andreoli e Marcelo Barreto. Os repórteres serão: Andre Gallindo, Carlos Gil, Carol Barcellos, Diego Moraes, Edgar Alencar, Felipe Brisolla, Guilherme Pereira, Guilherme Roseguini, Kiko Menezes, Lizandra Trindade, Marcelo Courrege, Marcos Uchoa, Pedro Bassan e Roberto Kovalick.

Outros repórteres estarão apenas focados com a seleção brasileira de futebol, casos de Andre Hernan, Edson Viana, Eric Faria e Júlia Guimarães.

Alguns deles darão apoio a jornais que não enviarão apresentadores, casos de Maju Coutinho, no Jornal Hoje, e Renata Lo Prete, no Jornal da Globo. As duas farão seus telejornais do Brasil.

Kovalick, citado anteriormente na lista de repórteres, deve interagir na cobertura do Hora 1 com Thiago Oliveira, que fica no Brasil. Michele Barros comandará o telejornal neste período.

Mesmo morando por sete anos em Tóquio, Márcio Gomes ficou de fora da lista dos jornalistas que farão a cobertura olímpica.

Bárbara Coelho fará o Esporte Espetacular e também cuidará de entradas dentro da programação do SporTV. Tadeu Schimidt fará o Fantástico direto de Tóquio.

Na lista final ainda constam dois diretores, três chefias, dois editores executivos, quinze repcines, dezenove produtores, dois editores de imagem, dois editores de texto, nove produtores executivos e supervisores e um convidado especial.