Caso Gugu: Justiça manda retirar pensão de Rose Miriam

A Justiça de São Paulo fez parte de mais um capítulo da confusão que virou a disputa pela herança do apresentador Gugu Liberato. Uma nova decisão preliminar, expedida nesta quarta-feira (5), ordena que a pensão de Rose Miriam Di Mateo seja retirada.

No último dia 24 de janeiro, uma liminar favorável à companheira de Gugu ordenou que fosse paga uma pensão no valor de R$ 100 mil. No texto expedido agora há pouco, Rose perdeu o direito de receber este dinheiro. Fica mantido apenas um depósito de US$ 10 mil, algo em torno de R$ 42.500, para os custos da casa em Orlando e dos filhos.

Entretanto, o depósito não será feito na conta de Rose e sim na de João Augusto (18), único filho maior de idade de Gugu e Rose. Marina e Sofia têm 16 anos.

A segunda decisão também é de caráter liminar e pode ser contestada por ambas as partes. Mais cedo, Aparecida Liberato continuou com o direito de ser inventariante do espólio e tutora de Marina e Sofia. Em contrapartida, a irmã de Gugu precisa de uma autorização judicial para dispor (vender) dos bens das menores.