Revista detalha como ficou a divisão da herança de Gugu. Rose fala sobre falta de dinheiro

A Revista Veja desta sexta-feira (31) trouxe à tona detalhes até então não conhecidos sobre o processo de partilha de Gugu Liberato. O apresentador faleceu em 21 de novembro, segundo laudo médico, um dia após bater a cabeça em uma queda de quatro metros de altura em sua residência, em Orlando (EUA).

Segundo informações da publicação, o testamento do apresentador foi lido no dia 29 de novembro, uma hora e meia depois do enterro. Rotineiramente, esse ato é feito após a missa de sétimo dia. Entretanto, como os trâmites burocráticos do traslado do corpo demoraram mais de uma semana, o rito jurídico foi cumprido após a última despedida.

O testamento foi feito em 2011 e, como já é de conhecimento, Gugu deixou todo o capital disponível para filhos e sobrinhos. João Augusto (18) e as gêmeas Marina e Sophia (16) receberam 75% do espólio. Os cinco sobrinhos, filhos dos irmãos Aparecida Liberato e Armandio, ganharam os 25% restantes.

PENSÃO

Dona Maria do Céu, mãe do apresentador, ganhou uma pensão de R$ 163 mil, segundo a Veja. Anteriormente, a informação chegada à imprensa é que o valor seria de R$ 100 mil. Rose Mírima Di Mateo, companheira de Gugu, não foi citada na partilha. Nem com direito a bens, e, menos ainda, como tutora dos filhos menores.

A Veja informa que Rose assinou o documento, mas se blindou a buscar seus direitos na justiça. O advogado Nelson Rodrigues cuida do caso e pede o reconhecimento de união estável. Segundo a lei brasileira, caso isso aconteça, Rose terá direito ao espólio de Gugu. A publicação informa que o objetivo é anular o testamento e ficar com 62,5% da herança.

Rose afirma à reportagem que “Não posso aceitar um acordo em que não tenho dinheiro nem para fazer mercado”. A médica vai fundo e informa que estava sob efeito de remédios quando assinou o testamento.

A Veja divulgou como ficou a divisão dos bens entre sobrinhos e filhos, avaliados em R$ 1 bilhão:

Alexandre, sobrinho: 5% da herança;
Rodrigo, sobrinho: 5% da herança;
Alice, sobrinha: 5% da herança;
Sofia, filha: 25% da herança;
João Augusto, filho: 25% da herança;
Marina, filha: 25% da herança;
Amanda, sobrinha: 5% da herança;
André, sobrinho: 5% da herança;
Maria do Céu, mãe: tem direito a pensão mensal de R$ 163 mil.